VIH e Novas Luzes de Esperança

Depois de vir a lume a cura dum indivíduo submetido a um transplante de medula, aparece de seguida a noticia de que um grupo de investigadores das universidades de Cardiff (País de Gales) e da Pensilvânia (EUA) estão a desenvolver um aglomerado de células artificiais destinadas a combater o vírus da SIDA.
A revista Nature Medicine dá-nos conta de que as células desenvolvidas em laboratório são o que se pode considerar uma réplica às Células T-assassinas, que já existem no corpo humano, mas com alterações laboratoriais específicas para identificarem e actuarem sobre o vírus da Sida mesmo depois deste ter sofrido várias mutações.

Esta inovação, no combate à doença, consiste no facto de que, com esta nova técnica, parece estar vencida a principal dificuldade ao combate do vírus do HIV que residia no facto deste vírus conseguir ludibriar todas as defesas do nosso sistema imunológico e impedir a acção das células assassinas.

Nesta perspectiva, e com a criação deste novo tipo de células criadas com receptores de células T, vai ser possível retardar, enfraquecer e evitar a mutação do vírus HIV, tornando-se assim mais fácil o seu combate e eliminação.

O maior senão apresentado pelos cientistas, no que respeita ao desenvolvimento da investigação, tem sido o facto de os «receptores de células T-assassinas» variarem consoante as diferentes populações raciais.

Apesar de ser uma leiga na matéria surpreende-me que, no espaço de 48 horas, surjam duas notícias paralelas e de oportunidades diferentes sobre a possível cura da doença maldita.

Não tenho dados, nem saberes científicos para analisar e contestar o valor de cada uma das descobertas nem a bondade da sua aplicação.

Porém, que algo está a mexer, parecem não restar dúvidas.

Para além de acompanhar os desenvolvimentos torço, de alma e coração, para que uma resposta clara seja encontrada, no muito curto prazo, e constitua resposta aos 33 milhões dela necessitados.

Porque a vida é só uma. Porque todos estão aqui para a VIHVER.

15 comentários:

sideny disse...

lidia
quanto mais oportunidades de acabar com o virus melhor.
esperamos todos com muito agrado por essas experiencias que estão a descobrir.
nós queremos mesmo ficar livres deste virus.
que descobram rapidamente como acabar com ele, os infectados agradecem
beijo

SILÊNCIO CULPADO disse...

Sidney

Vamos ter esperança. Como vês estão a acontecer desenvolvimentos na direcção da cura que nos dizem que a mesma deverá estar para breve.
Tenho esperanças que sim.
Abraço

sideny disse...

lidia
tambem tenho esperança que aconteça isso.
a esperança e a ultima a morrer.
beijo

SILÊNCIO CULPADO disse...

Sidney
Ter esperança, estar informado e organizado de forma a intervir aonde, e quando necessário, para que os avanços da medicina cheguem a todos.

Abraço

R. Rudoisxis disse...

Olá Lidia
Quando aparecem noticias de curas inesperadas (2 até ao momento e só uma com base para estudo)eu dou a maior atenção às noticias.
As células do TIMO assassinas, são apenas investigação com um caminho diferente mas que nada provaram ainda com respeito a cura.
Sempre que se inicia um processo diferente de atacar o virus criam-se expectativas de cura. Um pré marketing das companhias que investigam, e anuncio após anuncio o resultado tem sido sempre o mesmo ou seja um complerto fracasso no que diz respeito à cura.
Contudo tantas vezes vai o cantaro à fonte que um dia deixa lá a asa, e é nessa perspectiva que alimentamos a esperança que um dia descobrirão a cura.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Raul
Não sei porquê mas neste momento farejo uma cura próxima. Estão várias linhas de pesquisa em cima da mesa e nenhuma quer ser ultrapassada. A primeira que conseguir corta a meta. A minha aposta está no transplante de medula. Mas pode acontecer também com a vacina.Ou com esta forma de neutralização do vírus.
Põe-te bom da tua convalescença para comemorarmos. Será um grande acontecimento.
Abraço

Deusa Odoyá disse...

Olá minha estimada amiga.
Tomara que eles possam relamente conseguir curar essa doença.
Pois muitas pessoas dependem dessa pesquisa,que dê certo.
Beijos.
Uma semana abençoada por deus.
Sua amiga do lado de cá.

Regina Coeli.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Regina

Bem vinda ao Sidadania. É sempre bom sentir vozes em sintonia e aquela solidariedade que nos irá permitir a luta.
A luta que envolve todos os infectados e todos aqueles que caminham ao seu lado para que o amanhã traga uma efectiva esperança.

Abraço

Fatyly disse...

Obrigado por este texto e tal como tu, eu também sou uma leiga e duas notícias bem boas, sinal que devido a tantos recuos os cientistas não baixaram os braços e continuaram na luta para vencerem esse "virús danado".
Outros casos de sucesso estarão na forja e em breve teremos a vacina e ou a cura total.

Força minha gente e vamos continuar unidos.

Beijocas e um resto de BOM DIA!

Odele Souza disse...

Informação, Esperança, Força, União. É disso que precisamos.

Um forte abraço.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Fatyly

É isso, amiga. Estas luzes de esperança, com escassos dias de intervalo, parecem anunciar que algo de bom está para acontecer.
Nós, aqui, estamos a torcer pelos nossos amigos e por todos aqueles que não conhecemos, por esse mundo fora, e que anseiam por uma noticia redentora.

Abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Odeel

Informação, força e esperança. E sobretudo muita resistência e solidariedade. O percurso é penoso para quem sofre e para quem vê sofrer e já não sabe que fazer para aliviar a dor.


Abraço

Maria Dias disse...

Oi...

Q notícia boa e cheia de luz... Quem sabe eles consigam isolar este vírus tao cheio de artimanhas.
Que a luz enfim possa iluminar este mal que amedronta a todos.Um dia vamos vencer esta guerra.

Obrigada pela informação.

Beijos em todos e um especial no nosso Raul!
P.S. Paulo... Não fiques com ciúmes hein?rs... Vc sabe q moras no meu coração e voa com os meus melhores pensamentos!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Maria Dias
São boas noticias e eu estou muito esperançada. Acho que, num curto espaço de tempo, muitas coisas estão a acontecer. E acredito que em breve teremos a cura. É uma convicção de que não me liberto na esperança de, num destes dias, comemorar com o Paulo e o Raul este feliz acontecimento.

Abraço

Å®t Øf £övë disse...

Lídia,
Este tipo de noticias são sempre agradaveis, e fazem com que a esperança saia renovada.
Bjo.