Fatyly



Na foto, Fatyly aprecia a natureza no seu estado intacto e genuíno. A natureza de Fatyly é também uma natureza intacta e genuína, pela forma como traduz em cada palavra, tudo aquilo que caracteriza a sua essência. Mulher sem medo, contempla o próximo sempre disposta a dar-lhe a mão, a ampará-lo no traçado da vida, sinuosa e dolorosa em várias esquinas, exigindo de quem passa por ela, uma força e determinação constante.

Fatyly tem passado mais pela vida, do que a vida tem passado por ela. Vive em permanente adaptação às novas realidades que a vida apresenta a cada dia que passa, sem permitir que as realidades integrantes do mundo contemporâneo, lhe vedem os olhos e lhe coloquem na alma os preconceitos, os estigmas, as atitudes discriminatórias e as maldades que sempre em mudança, se vão também desenvolvendo e adaptando ao desenrolar de todos os acontecimentos diários.

É da sua natureza agir com racionalidade. No entanto, o seu coração tem sempre uma palavra a dizer. O coração de Fatyly impulsiona a sua atitude e determina a sua acção. Para esta mulher, nada é da boca para fora, mas cimentado em comportamentos concretos e reais, que muitos se podem orgulhar e que jamais esquecerão.

Pela sua experiência de vida, um conselho dado através de uma palavra amiga, ou de um grito até, se for preciso, coloca quem quer que seja, novamente no traçado a percorrer, mas desta vez com mais força e ânimo para continuar.

Uma Simples Cubata é a designação do seu blog, expressão que a caracteriza em pleno. Uma simples cubata é-lhe suficiente para comunicar ou até bradar ao mundo, ou para receber quem dela precise, para ouvir atentamente tudo o que tem para ensinar, tal qual a vida lhe ensinou, sem mais, nem menos, e lhe continua a ensinar, todos os dias.

As vírgulas em que tropeçamos, Fatyly tem a capacidade de as transfomar em texto corrido, pois a vida continua e olhar em frente é a solução, pois olhar em frente, possibilita-nos ver o caminho, com clareza.

Todos aqueles a quem deste a mão, é certo que jamais te esquecerão, mesmo aqueles, que entretanto já partiram, continuarão sempre vivos na tua memória, dispostos a agradecer-te, simplesmente porque é maravilhoso ter-te como amiga. Por seres quem és, sempre de dentro para fora o meu Muito Obrigado.

Nota de Raul Rudoisxis
Pelo acima descrito pelo Paulo e por muito mais, a equipe "Sidadania" decidiu atribuir a Fatyly e ao seu blogue "Uma Simples Cubata" o galardão da "Ordem Sidadania" . Bem hajas por existires.

28 comentários:

Fatyly disse...

Aiiiii ué mamã mi chama todos os kimbandeiros dos nossa terra vermelha que a branca mais preta dos Angora vai rebentar:) era assim que uma amiga de infância gritava quando falatava às aulas da escola onde andavamos e eu entrava na cubata (casa tipica de Angola) dos pais dela para que a deixassem ir. Hoje é uma médica de renome e continua em Angola.
Paulo, sinceramente não esperava por estas palavras e olha fiquei sem jeito. Também tenho aprendido muito com todos vós e sobretudo carregando baterias para continuar a lutar neste país que me acolheu para aliviar o cinzentismo típico do povo português.

Obrigado rapaz por tudo e quero que continues a lutar pela vida e faz como eu: vivendo um dia de cada vez.

Um grande xicoração

Fatyly disse...

Por hoje fecho o livro de leitura e é com a lágrima no canto do olho que vou dormir mas com a alma cheia de tudo porque também estive a ler o blogue da Coragem.

Boa noite*

Coragem disse...

Paulo, tu realmente não existes, és um mimalho de todo o tamanho, és feliz, fazendo os outros felizes, disso nãotenho á a menor duvida.

Quanto à fatyly, é, é uma Mulher com um "M" enorme, e se não fosse o teu comentário por lá de aviso, ainda lá estaria a ler todo aquele, desenrolar de pessoa maravilhosa.

Mas eu vou voltar, com certeza, gosto de pessoas com conteudo, nem tanto pelo que dizem ou escrevem, mas pelo que aprendi a ler nas entrelinhas...
É essa fatyly que vou ler com carinho, mas as tuas palavras, nas quais confio, mostraram-me um caminho de esperança...A cubata.

Beijo sincero Paulo,

Paulo disse...

Fatyly
Vivendo um dia de cada vez é mais saboroso ainda, quando fazemos algo que promova a felicidade em alguém.
Por isso, não fiques sem jeito, pois tu tens um jeito enorme... :)
Aos poucos, conta-me histórias de Angola! Tenho uma paixão enorme por África... Ainda só conheço Cabo Verde, mas o clima, a música, o funaná, o grogue, a cachupa... ai, ai...
Obrigado por seres quem és e pelo cinzentismo que ajudaste a tirar aqui da minha tola também, pois por aqui, a nuvem estava bem preta... Ops... preta não, negra...
Xi-coração enorme.

Fatyly disse...

Voltei para fazer uma cópia e mandar às minhas filhas e vejo mais uns "apendices":
- Raul bem hajas por existires e tiro-te o meu chapéu. Obrigado eu!
- Coragem acredita que vivendo um dia de cada vez aqui ou lá fora, encontramos muitos caminhos de esperança.

Beijos e agora mi vou embora:)

Fatyly disse...

Paulo
A nuvem pode ser negra, mas eu pinto-a de vermelho que é a minha cor preferida, mas os meus conterrâneos detestavam que lhe chamassem negros, mas sim pretos.

Já escrevi tanto sobre a minha terra...hoje muito aquém do que foi, mas até eu mudei né? é a vida:)

Beijocas e pluffffffffff desliguei

Paulo disse...

Coragem
Tens razão, vibro tipo telemóvel da loja dos chineses, quando faço algo para fomentar a felicidade em alguém. E depois, vou para a cama de tal maneira contente, que primeiro que adormeça... Tenho umas gotas que o meu médico me receitou, mas evito tomar.
Tudo isto porquê?
Porque aqui na blogosfera, encontrei Coragem, que me aconselhou a viver como deve ser. Mas, viver onde? Nada como uma simples cubata, onde possa pernoitar, pois o Alentejo não é aqui tão perto.
O Alentejo fica para passar os fins de semana. É chique!
Beijo sincero deste puto xarila que gosta muito de ti...

Paulo disse...

Raul
Companheiro de viagem... Num dia dificil para mim, em que fui sujeito a exames médicos rigorosos, ao abrigo da Medicina do Trabalho, onde tenho que passar por tudo sem que ninguém desconfie que sou portador do HIV e justificar as alterações nas análises sanguineas, com justificações tontas e sem sentido, devido ao enorme estigma e discriminação a que estamos votados, escrever este post à Fatyly veio fazer com que terminasse o meu dia em beleza... Estou muito feliz.
Agradeço-te do fundo do coração o teres posto na minha mão as chaves do Sidadania I e II, onde a minha alma se acrescenta a cada dia que passa.
Aquele abraço, sempre...

Paulo disse...

Raul
Já me esquecia... No dia em que me indicaste a tua intenção em galardoar este blog com o galardão da "Ordem Sidadania", fiquei muito contente e com uma sensação de que afinal a nossa amizade (minha e tua) é já consistente, pois eu próprio também já tinha sentido essa vontade, apesar de não ter sido tão veloz como tu, a tomar a decisão... São os anos que me levas de avanço meu caro, que te dão a maturidade exacta para agir no exacto momento, em que é preciso agir. :)
Este blog já merecia ser galardoado, ai se merecia.
Aquele abraço, sempre...

setesois disse...

Olá e boa noite a todos, eu já frequentava este blog de quando em vez, gostei e gosto muito do que se escreve por aqui,
Vi agora, até porque a fatyly me disse que lhe tinham feito esta homenagem, dizia-me ela que ficou sem graça!!.
Bom a fatyly pessoa que conheço faz muito tempo, muito mesmo, e conheço pessoalmente o que ainda me faz gostar muito mais dela, e conhecer as suas atitudes de levantar a estima de cada um que se cruza com ela. Esta sempre atenta a tudo e só não dá a mão se for impossível de o fazer. Lembra-me um caso simples de mais, e que me fez pensar, esta mulher á única, um dia numa visita a sua casa quando voltávamos de um almoço, dei comigo a ver a fatyly a dar um lugar de estacionamento a uma pessoa lá do bairro dela, e passou ela a procurar uma brecha já que é muito complica estacionar na zona, resta dizer que a senhora que procurava lugar tinha um bebé, sim é um acto simples mas qual de nós fazia isso?
Muito teria a dizer, mais não fosse pelo que a fatyly fez e faz por mim, chego a dizer muitas vezes que foi Deus que nos fez cruzar na vida, devo-lhe muito, muito mesmo, tanto que vocês nem imaginam, foi minha confidente, deu-me o seu ombro sempre que eu precisei, sem jamais me condenar pelas minhas paranóias, foi a mãe que eu precisei quando já não tinha a minha, foi quem me ouvia chorar pelos meus medos, enfim muito teria que dizer sobre esta grande mulher, e sabes amiga tu mereces muito mais do que este premio, mereces ser feliz, até porque sendo feliz fazes feliz os outros com a tua felicidade.

Por isso um beijo enorme e um abraço enorme com muito carinho.

Tudo de bom para vocês, gente deste blog

Bem-haja


Fernando

Paulo disse...

Fernando
Muito obrigado pela sua visita e pelo testemunho que nos deixa relativamente à Fatyly. É um facto que se trata de um grande ser humano. A forma como abraçou a causa da SIDA, a periodicidade constante com que nos visita, nos dá força, através dos seus comentários sempre encorajadores, fez-nos senti-la especial, muito especial até. Não fizemos mais do que o nosso dever em ter galardoado o blog de que é autora, assim como o post que redigi aqui é uma gota no oceano perante a imensidão que transporta experiência, sabedoria e muito especialmente uma forma de estar na vida que não passa despercebida.
Parabéns por ser amigo pessoal da Fatyly. Parabéns por ter esta amiga. Conserve sempre esta amizade. Aqui, faremos o mesmo.
Um abraço e um bom fim de semana.

Fatyly disse...

Fernando
Oh rapaz já não me lembrava dessa cena e depois como foi dificil encontrar lugar para o meu bolinhas, mas consegui.
Obrigado amigo e tu que me conheces pessoalmente e das mil e uma vezes que falamos sabes como sou e também tu me tens ensinado muitas coisas.

Paulo
O Fernando tem um coração maior que o mundo:)

Obrigado aos dois
Um beijo de BOM DIAAAAAAAAA HOJE ACORDEI e vamos à luta por mais um dia

Borboleta disse...

Não conheço a fatyly, estou certa que já lá irei espreitar o seu blog.

Mas lendo o post do Paulo, acredito piamente em todas as palavras, pois segundo já consegui entender, o Paulo não diz as coisas só por dizer, o que é óptimo! Diz com sentido, com conhecimento de causa e com imenso sentimento!!

Por isso parabéns Fatyly pelo prémio e por ser como é!

Paulo, agradeço-te a visita pelo meu blog, ainda bem que gostaste, terei muito gosto em receber-te sempre. Ainda t vou deixar lá uma resposta ao teu comentário...assim que terminar este comentário e de dar a tal espreitadela no blog da Fatyly.

Adoro saber que te sentes feliz em fazer os outros felizes, caracteristica que temos em comum...costumo dizer...Se os outros estiverem bem, então eu também estou bem!

Desejo-te um magnífico fim de semana!!

Beijinhos

wind disse...

Vim aqui parar através da Fatyly.
Sou de poucas palavras.
Só digo que admiro a vossssa força e que a Fatyly é uma guerreira e uma amiga para tudo.

Paulo disse...

Wind
Obrigado pela visita. Já a conhecia através dos comentários que faz a todos os posts no blog da Fatyly.
Fatyly é isso mesmo e sei que entre vós existe uma amizade fraterna e verdadeira.
Um abraço e será sempre bem vinda aqui.
Bom fim de semana.

sideny disse...

paulo
foi um premio bem merecido.
ja li o blog da fafyly e gosto de ler o que escreve e as causas que abraca,
que continue sempre enquanto tiver forcas.
abraco

Odele Souza disse...

Raul,

À Fatyly os meus parabéns pelo prêmio "Sidadania".

Endosso cada palavra dita aqui sobre Fatyly. Para mim foi mesmo um imenso prazer tê-la conhecido e o contato com ela tem me enriquecido. Fatyly é dessas pessoas que nos cativam simplesmente pelo seu jeito de ser.

Um abraço.

Silvia Madureira disse...

Olá:

Não conhecia o blog.
Mas...após esta maravilhosa descrição vou passar por lá e deixar o meu comentário.
Feliz de quem encontra pessoas assim no caminho.

beijo

Paulo disse...

Sideny
Fico feliz pela sua visita ao blogue de Fatyly. Por lá encontrará decerto um local para pernoitar, onde a sabedoria de uma vida inteira, é latente e sempre presente.
Abraço

Paulo disse...

Odele
Para nós Fatyly tem aquele sabor especial que tão bem conhecemos. A forma como se dedica a Flávia, a forma como se dedica a mim, ao Raul e a todos que nela encontram uma esperança para a vida, merece todo valor, todo o mérito. Fatyly ensina-nos a acordar todos os dias, para viver cada um dos dias que acordamos, sempre um de cada vez.
Bem hajas Fatyly, por seres quem és.
Um abraço

Paulo disse...

Silvia
Fica a minha viva sugestão. Passe por lá, veja com os seus próprios olhos, sinta com a sua alma e tirará decerto as melhores conclusões.
Fatyly é transparente, sempre.
Beijo.

Fatyly disse...

Obrigado pelas vossas palavras.

Ando às aranhas com estas coisas da blogosfera já que o meu pc pifou e como estava na garantia levou um disco novo. Resultado? repôr tudo no lugar, só que houve coisas que me esqueci de guardar num caderninho né?????????
Farei com tempo, embora a partir de amanhã entrou em serviço no SOS avózinha e termino no sábado.

Mas para a semana virei com mais força e sobretudo a ver se reponho os comando da minha cubata:)

Uma beijoca sincera

meu cantinho disse...

Ainda não li a Fatyly mas pelo que li deve ser mais uma das lindas pessoas que andam por aqui (blogosfera)irei visita-la .

um beijo abracado

Fatyly disse...

O meu sincero obrigado e como tudo na vida acrescentei uma assoalhada à minha casa (clica no fatyly), já que ainda não tive tempo de recuperar a "simples cubata" porque tenho que ir buscar as netas ao colégio, fazer janta, dar banhoca...enfim SOS avózinha, mas a partir de sábado METO FÉRIAS:)

Uma beijoca

Paulo disse...

Meu Cantinho
Aconselho vivamente a visita a uma simples cubata.
Fatyly é isso mesmo, uma das bonitas pessoas que deambulam aqui pela blogosfera.
Beijo abraçado.

Paulo disse...

Fatyly
Não te queixes pelas tarefas perante as tuas netas... Sentir-te-ás mais avó e tenho a certeza que tens sempre o maior gosto em ajudar.
Já agora um grande beijinho para elas e claro está, outro para ti...

SILÊNCIO CULPADO disse...

Paulo
Falyly merece.
Olha Paulo, conta-me sobre os teus exames médicos. Estão terminados?

Beijos

Paulo disse...

Lídia,
Enviei-lhe um mail, respondendo à sua pergunta. Confirme se o recebeu s.f.f.
Beijinho
Paulo